6 regras de ouro para ter uma imagem de sucesso

É fato que nos últimos anos a moda tem sido mais flexível no ambiente corporativo, dando mais liberdade ao estilo pessoal. Mesmo assim, não significa que o ‘dress code’ precisa ser deixado de lado. Aliás, vivemos em tempos de concorrência acirrada onde você precisa sempre transmitir uma imagem de sucesso de acordo com cada ocasião.

Não basta ter apenas um bom currículo e ser antenado porque a forma com que você se veste também passou a ter um papel muito importante na contratação e na progressão de carreira.

Um estudo feito pela Kantar Worldpanel, empresa especializada em comportamento de consumo, reforça isso: 66% dos homens entrevistados disseram que a prioridade é se mostrar bem no trabalho. E ainda, o sexo feminino deixou de ser o principal motivo para que os homens se cuidem mais.

Sendo assim, cabe agora uma pergunta: você projeta, por meio do visual, uma imagem de sucesso? Para ajudá-lo a compreender melhor quais são os cuidados eu vou listar aqui seis regras importantes para o seu “cartão de visitas”.

1. Não seja informal demais

Obviamente, isso vai depender de qual é o código de vestimenta de cada empresa. Contudo, mesmo que o dress code seja mais flexível não há motivos para você ir ao trabalho com a mesma roupa com que “frequenta” o sofá da sua casa. Geralmente é mais fácil de acertar no terno e gravata.

Já nos looks mais casuais, o risco de dar uma resvalada é maior. Uma boa dica é camisa e blazer, transmite um ar de elegância e descontração. A contrário de jeans, procure usar caças de sarja, preferencialmente escuras. Tênis nem pensar! Cuidado com camisas cheias de estampas e evite acessórios em excesso.

homem usando blazer

2. Cabelo e Barba

Se você circula em ambientes mais formais, o indicado é manter um corte estilo comportado, como por exemplo aquele “cabelo de gel” tem mais relação com o ambiente corporativo.

Se não for seu caso, hoje as empresas permitem penteado modernos, aqueles que vão do trabalho a uma balada. Caso você tenha uma “queda” por cabelo comprido, é bom lembrar que eles são mais apropriados para ambientes informais.

Se a aposta for em deixar a barba, fique tranquilo. Ela está mais do que nunca na moda. O que inclui o estilo lenhador urbano, que combina tanto com cabelo grande quanto curtos — exemplo do corte undercut — mas lembre-se, estar barbudo não significa deixá-la de qualquer jeito.

Deve estar bem cuidada e aparada tanto no contorno do pescoço quando no da bochecha. Esse tipo de visual transmite uma ideia de homem moderno e passa uma mensagem de informalidade, típica de áreas que essencialmente trabalham com criatividade.

visual para trabalhar

barba bem feita

 

3. Comprimento e ajuste do paletó

O comprimento de um paleto fica ideal quando, ao você esticar os braços com o punho fechado, ficar na altura da palma de sua mão.

Se for comprido demais deixará seu visual feio, brega e deselegante, além de encurtar suas pernas. Se for curto demais, irá espichar suas pernas. Recomendo procurar um alfaiate para ajustar casos ocorra algum desses casos.

Tem mais: uma tendência nas roupas sociais são as modelagens mais próximas ao corpo, conhecidas por slim fit. Mas atenção, não use um terno ou costume com números menores que o seu. Não vai ficar legal. Evite que eles fiquem “agarrados” ao corpo.

O recomendado é ser justo afinando a silhueta e deixando você alto e magro.

slim fit

comprimento paletó
4. Meias e sapatos

Sendo bem direta, o sapato é quem vai dizer se você está com um “pé” no presente ou no passado porque ele é o primeiro item da lista quando entra em questão a sua classificação social.

Portanto, use sapatos novos e impecáveis. O recomendado é ter de três a quatro pares, divididos entre pretos e marrons. Evite de usar o mesmo par dois dias seguidos por uma questão prática, o couro precisa descansar. Isso ajuda a mantê-los por mais tempo.

Sobre as meias, a moda mais recente permite usar estampas e apostar na variedade de cores. Porém, deixe isso para o fim de semana em situações mais casuais. Em ambientes de trabalho mais formais, dê preferência às meias tradicionais – azul, preta e marrom – combinando com seu terno. Nem pense em usar meia branca.

meias

5. Relógio

Para o homem, o relógio é considerado o principal acessório e você, como uma pessoa que quer passar uma imagem de sucesso, deve fazer o possível para estar sempre com ele. Os modelos mais clássicos — pulseira de metal ou couro — são indicados para combinações com terno e gravata.

Já os relógios maiores e mais coloridos são indicados para compor looks mais informais.

Aproveitando a deixa, as pulseiras estão na moda e podem ser usadas até mesmo no escritório. Mas cuidado, use o bom senso, evite de encher o seu braço com elas. Para o trabalho, uma está de bom tamanho; três quando estiver em situações mais informais.

relógio

image
6. Tenha sua identidade (marca) visual

Da mesma forma que é preciso atender às necessidades do dress code, é possível dar um toque pessoal ao look. É muito desanimador ter um guarda-roupas cheio de peças que não têm muito a ver com seu estilo de vida.

Eu sei que nem sempre é fácil ter segurança o suficiente para dar esse “toque pessoal” às roupas. Uma sugestão é contar com a experiência de um consultor de imagem, pois esse profissional vai ajudá-lo a encontrar esse meio-termo.

A parte boa disso é que você reduz a chance de errar nos looks e vai estar mais à vontade com as suas peças.

WhatsApp-Image-201605282sdfgs

 Fonte: Professor Alexandre Taleb

Sobre Adelina Evangelista: é Especialista em Imagem Pessoal, Empresarial e Executiva, Personal Stylist, formada pela renomada instrutura Ilana Berenholc. Também Associada à AICI – Association of Image Consultants International, entidade de maior prestígio da indústria mundial de imagem.

Compartilhe esse post

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os conteúdos do site Adelina Evangelista são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto ou imagem podem ser usados sem a autorização expressa da Adelina, mesmo citando a fonte.