O charme do suéter: aprenda como usar essa peça versátil e leve!

O suéter é uma peça fechada e muito confortável, usado principalmente em dias chuvosos ou quando o clima está bem frio. Geralmente é feito de lã mas hoje em dia já encontramos em outros tecidos como por exemplo o algodão ou fibra sintética.

E também há a variação na gola com modelos em gola V, gola redonda/careca ou de ombro a ombro. Mas também existem outras duas peças que confundem um pouco todo mundo por serem semelhantes ao suéter, são elas o cardigan e pulôver.

Por que optar pelo suéter

Esta é uma peça perfeita para os dias chuvosos e fresquinhos. Depois que você tem o primeiro suéter e consegue fazer mais de uma combinação, você vai querer o segundo, o terceiro e acaba perdendo a conta, porque tudo fica muito lindo com ele!

Tenho alguns no meu armário, a maioria deles comprei na Zara e o suéter acabou se tornando uma peça indispensável para mim. Posso dizer que especialmente durante a gravidez usei muito e me sentia super bem vestida.

Mas também reparamos que várias mulheres ícones da moda também adotam o visual com um suéter, então por que não seguir essa tendência e montar um look incrível?

Escolhendo o suéter ideal

Vários tipos de casacos podem ser considerados suéter: de tricot, crochê ou lã. Gosto muito da gola V, porque ela fica fácil de usar e a abertura da gola dá um destaque especial para acessórios como colares, gargantilhas ou sobreposição.

Procure comprar aquela peça que combina com você, com seu tipo físico e seu tom de pele. O suéter é uma peça clássica e atemporal, você o terá para sempre em seu armário e poderá ser utilizado em diferentes ocasiões.

É também uma peça básica, confortável e informal, porque ele transmite aquela mensagem de indiferença informal (“oh, apenas algo que vesti apressadamente.”) e ao mesmo tempo, transmite uma mensagem de extremo estilo (“…mas eu sabia o que estava fazendo”).

O legal é que por ser uma peça que está a venda no ano inteiro, você consegue comprar a preços acessíveis e diferentes modelos.

Como cuidar do suéter

Como sua confecção e tecidos são diferentes dos que estamos acostumados a ter em nosso armário, é preciso que você tenha um cuidado especial com o seu suéter para que ele não estrague e dure por mais tempo em seu armário.

  • Nunca pendure seu suéter em cabides, porque isso pode alongá-lo e deformá-lo. O ideal é guardar sempre dobrado;
  • Lave-o sempre a mão, a não ser que na etiqueta diga que pode ser lavado na máquina;
  • Não torcer quando lavar porque isso faz com que ele perca sua forma;
  • Se for passar, passe em temperatura baixa.

Feito isso, tenho certeza que o seu suéter terá um tempo de vida útil prolongado e você poderá utilizá-lo em diversas ocasiões – mas sempre com moderação para não deformar seu tecido.

Looks com suéter

Separei alguns looks que gostaria de dar destaque e ao final também como eu utilizei para montar um look casual, leve e confortável. Espero que você goste!

 suéter cinza suéter brancosuéter com sobreposição suéter fechado suéter largo

suéter preto

Meu look com suéter preto de gola V, caça e sapatos casuais.

Diferença com cardigan e pulôver

É importante também saber diferenciar um suéter de um cardigan (ou cardigã) e pulôver, por isso vou mostrar como pode ser fácil identificar cada um deles:

Cardigan

Essa peça é fácil de ser identificada porque ele se trata de um agasalho feito de lã com botões ou zíper na sua parte frontal e detém uma gola V cavada em sua frente.

cardigan feminino

Pulôver

É um tipo de suéter mas a sua diferença é que ele é totalmente fechado e o seu tecido um pouco mais grosso, muito recomendado para temperaturas mais frias. O nome pulôver vem da expressão em inglês ‘to pull over your head’ , ou seja, tirar por cima da cabeça, exatamente pelo fato de não ter botões.

pulôver feminino

Gostou das dicas e informações sobre o suéter? Então fique atenta nas minhas redes sociais porque estou sempre compartilhando conteúdos e dicas de moda por lá, que tal começar a me seguir no Facebook, Instagram ou Youtube?

Um beijo e até a próxima.

Compartilhe esse post

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os conteúdos do site Adelina Evangelista são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto ou imagem podem ser usados sem a autorização expressa da Adelina, mesmo citando a fonte.