Descubra como impressionar em um jantar em casa

Dificilmente você encontrará uma pessoa que não goste de confraternizações, afinal, reunir-se significa ter um momento agradável em conjunto. Existem várias formas de proporcionar encontros e reuniões para seus amigos, colegas de trabalho ou família. Você já pensou em realizar essa tal reunião oferecendo um jantar em casa?

Organizar um jantar em casa não é tão trabalhoso assim — e nada se compara ao conforto do nosso lar. É muito possível fazer um jantar em sua casa e, ainda assim, proporcionar todo o requinte e elegância que um restaurante ofereceria.

Se você ficou interessado no assunto e pretende preparar um jantar em casa, então esse texto foi feito para você! Continue lendo e confira as minhas dicas.

Cuidado com os pequenos detalhes

Antes de planejar o menu e começar a montar a mesa, é preciso pensar nos detalhes do jantar. Por exemplo, você tem que saber se algum dos convidados tem alguma restrição alimentar pois você pode receber alguém alérgico a glúten, que tenha intolerância a lactose, que seja alérgico a nozes ou, simplesmente, vegetariano. Portanto, é importantíssimo que você pesquise a respeito.

Também vale pedir dicas aos convidados como por exemplo perguntar qual a preferência de cada um. Logicamente, você não conseguirá agradar a todos, mas por meio das sugestões você saberá melhor o que fazer.

Saiba quantas pessoas comparecerão no jantar. É quase impossível saber o número exato, por isso, aconselho que você faça comida a mais. Antes sobrar que faltar!

Por último, pense no grau de sofisticação do jantar, porque oferecer algo simples a pessoas chiques é uma gafe tão grande quanto oferecer comidas exóticas a pessoas simples.

Planeje o melhor menu

Qual será a proposta do seu menu? Essa é uma pergunta muito importante. Você pode preparar um jantar temático, todo baseado em uma culinária internacional (como a japonesa, italiana, mexicana, entre tantas outras) ou usar e abusar da culinária brasileira.

Ao decidir quais os pratos serão servidos, fica mais fácil escolher os talheres e utensílios que serão utilizados ao montar a mesa.

Lembre-se sempre que, para seu jantar ser bem-sucedido, é essencial que você ofereça uma entrada, o prato principal e a sobremesa. As bebidas devem ser harmonizadas de acordo com as carnes e massas. Caso você não saiba qual bebida escolher, peça ajuda, pois um erro como esse pode manchar o seu jantar.

Para não haver erro, selecione um menu universal, ou seja, aquele que é mais provável que agrade a todos. Nem todo mundo gosta de comer ostras! Então, opte por aquilo que a agrada o paladar da maioria.

Monte a mesa de acordo com a proposta

Você não vai servir comida japonesa em pratos e talheres comuns, não é mesmo? Portanto, pense no seu cardápio e planeje a melhor mesa para ele.

Uma mesa simples deve conter, pelo menos, um prato grande, um prato de pão, uma taça para bebidas, talheres e guardanapo. Já uma mesa mais sofisticada pede um prato fundo logo embaixo do prato grande, um copo para cada bebida, talheres específicos para cada prato (com garfos à esquerda do prato principal, facas à direita e colheres em cima).

Não coloque na mesa talheres e copos que não serão utilizados. Qual a funcionalidade de se colocar à mesa garfo para peixe se você não vai servir peixe durante o jantar? Não tente ser chique demais, seja elegante e simples.

Também é importante pensar na decoração da mesa. Não deixe que a mesa fique cheia de espaços vazios. Além de funcional, a mesa deve agradar os olhos e dar uma boa impressão. Dessa forma, seu jantar em casa será um sucesso!

Na semana do Natal, fomos jantar na casa de uma amiga, tudo organizado com muito amor e carinho! Olha só que linda a decoração.

Gostou das dicas acima? Então convido você a curtir a minha página no Facebook e me seguir no Instagram, assim você pode acompanhar mais facilmente o meu trabalho!

Compartilhe esse post

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os conteúdos do site Adelina Evangelista são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto ou imagem podem ser usados sem a autorização expressa da Adelina, mesmo citando a fonte.